Logo Enforce
 
   
 
   
 
   
   
   
   
   
   
   
   
 
 
Miniprodução Fotovoltaica



O regime da Miniprodução, definido principalmente para dar resposta aos consumos de energia do Sector Industrial, permite a instalação de sistemas fotovoltaicos de pequena e média dimensão, associados a um local de consumo de energia. Esta forma descentralizada de produção de energia, permite diminuir as perdas associadas ao transporte de energia, uma vez que a mesma é produzida no local ou é consumida.


A Enforce tem actualmente no mercado, os seus sistemas MINIFORCE, com potências de instalação ente os 5 e os 250 kW, que dão uma resposta eficaz e confiante para os clientes que queiram investir em energia renováveis, reduzindo os custos energéticos, e com períodos de retorno bastante atractivos.
 


   
Loja Online Yes, Low Cost Energy!
 
   
 

Em caso de litígio, o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo: CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo (www.arbitragemdeconsumo.org); CACCL – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa (www.centroarbitragemlisboa.pt); CICAP – Centro de Informação, de Consumo e Arbitragem do Porto (www.cicap.pt); CACCDC – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra (www.centrodearbitragemdecoimbra.com); CIMAAL – Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Consumo do Algarve (www.consumoalgarve.pt); CACCVA – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Vale do Ave/Tribunal Arbitral (www.triave.pt); CIAB – Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Consumo/Tribunal Arbitral de Consumo – Braga e Viana do Castelo (www.ciab.pt); CACCRAM – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo da Região Autónoma da Madeira (www.srrh.gov-madeira.pt ). Mais informações em Portal do Consumidor (www.consumidor.pt ).