Logo Enforce
 
   
 
   
 
   
   
   
   
   
   
   
   
 
 
Sistemas Autónomos



A implementação de um sistema com produção autónoma, para alimentar determinadas cargas/equipamentos, em localizações inóspitas, distantes da rede elétrica pública ou onde essa ligação não é aconselhável, é também uma realidade.


A Enforce tem a experiência adequada para o estudo e dimensionamento de sistemas totalmente autónomos ou parcialmente apoiados por outra fonte de energia.


Alguns exemplos de possíveis aplicações são:


> Moradias domésticas ou edifícios públicos isolados
> Equipamentos de bombeamento de água

>
Equipamentos de telecomunicações

>
Equipamentos de iluminação pública

>
Equipamentos de sinalética luminosa


 


   
Loja Online Yes, Low Cost Energy!
 
   
 

Em caso de litígio, o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo: CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo (www.arbitragemdeconsumo.org); CACCL – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa (www.centroarbitragemlisboa.pt); CICAP – Centro de Informação, de Consumo e Arbitragem do Porto (www.cicap.pt); CACCDC – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra (www.centrodearbitragemdecoimbra.com); CIMAAL – Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Consumo do Algarve (www.consumoalgarve.pt); CACCVA – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Vale do Ave/Tribunal Arbitral (www.triave.pt); CIAB – Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Consumo/Tribunal Arbitral de Consumo – Braga e Viana do Castelo (www.ciab.pt); CACCRAM – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo da Região Autónoma da Madeira (www.srrh.gov-madeira.pt ). Mais informações em Portal do Consumidor (www.consumidor.pt ).